27 de junho de 2016

Alex Sandro

Alex Sandro Lobo Silva nasceu no dia 26 de Janeiro de 1991 em Catanduva, um município do interior do estado de São Paulo; Brasil.
Ainda criança entrou para as escolas do C.A. Paranaense, onde passou por todos os escalões de formação até que em 2008 integrou o plantel principal do clube de Curitiba, emblema que defendeu ainda em 2009 e onde venceu o Campeonato Paranaense desse mesmo ano. Em 2010 transferiu-se para o Santos F.C., no clube apelidado de peixe permaneceu dois anos e conquistou o Campeonato Paulista de 2010 e 2011, venceu a Copa do Brasil de 2010 e ainda ajudou a conquistar a Taça dos Libertadores da América de 2011. Por essa altura era um dos jogadores mais influentes do Santos F.C. e era chamado constantemente a Selecção do Brasil de sub-20 que ganhou o Campeonato Sul-Americano em 2011.
Em Julho de 2011 ingressou no Futebol Clube do Porto.
A estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 15 de Outubro de 2011 quando o F.C. Porto visitou e venceu o C.A. Pêro Pinheiro por 8-0, numa partida a contar para a 3ª eliminatória da Taça de Portugal de 2011/12. Já o primeiro golo que marcou pelo F.C. Porto foi a 16 de Março de 2012 quando os portistas foram à Madeira vencer o C.D. Nacional por 2-0, um jogo referente à 23ª jornada do Campeonato Nacional de 1011/12.
Nas quatro temporadas que esteve ao serviço dos Dragões, Alex Sandro disputou 137 partidas oficiais, com a particularidade e de ainda ter participado no jogo inaugural do Campeonato Nacional de 2015/16, tendo apontado três golos.
Por duas vezes conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira (2011/12 e 2012/13) e por duas vezes sagrou-se Campeão Nacional (2011/12 e 2012/13).
As boas exibições que sempre fez com a camisola azul e branca foram despertando a cobiça dos grandes clubes europeus e foi sem surpresa que em Agosto de 2015 foi contratado pelos italianos da Juventus F.C.. No clube de Turim venceu a Taça de Itália por três vezes e o Campeonato de Itália também por três ocasiões.
Alex Sandro é Internacional pelo Brasil e já vestiu a camisola canarinha por 10 vezes.

Palmarés
1 Taça Libertadores da America
2 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
3 Campeonatos de Itália
1 Campeonato Paranaense
1 Campeonato Paulista
3 Taça de Itália 1 Copa do Brasil
1 Campeonato Sul-Americano

20 de junho de 2016

Joaquim Jorge

Joaquim António Jorge nasceu no dia 18 de Fevereiro de 1939 em Maputo, Moçambique.
O primeiro clube que representou a nível profissional foi o S.C. Beira, da cidade moçambicana da Beira. No clube da capital da província de Sofala, Joaquim Jorge esteve quatro temporadas, entre 1959 e 1962.
No início da época de 1962/63 chegou a Portugal para ingressar no Futebol Clube do Porto.
A estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no jogo da 1ª jornada do Campeonato Nacional de 1962/63, em que o F.C. Porto recebeu e venceu na Estádio das Antas o C.D. Feirense por 3-1.
Joaquim Jorge esteve ao serviço dos portistas três temporadas, saindo no final da época de 1964/65. Efectuou 72 partidas oficiais e ajudou a conquistar por três vezes a Taça Associação de Futebol do Porto.
Ficou na história do F.C. Porto por ter sido um dos titulares da equipa que obteve a primeira vitória em jogos das competições europeias, ao vencer os franceses do Olympique de Lyon no Estádio das Antas por 3-0, na partida da 1ª mão da 1ª eliminatória da Taça dos Vencedores das Taças na temporada de 1964/65.
Já antes tinha marcado presença na equipa que recebeu no Estádio das Antas os espanhóis do Athletic Club Bilbao no dia 1 de Setembro de 1962, uma partida ganha pelos portistas por 2-1 e que serviu para inaugurar o sistema eléctrico do estádio dos Dragões.
Em 1965/66 transferiu-se para o V. Guimarães, tendo permanecido no clube vimaranense por sete temporadas e onde formou com Manuel Pinto (irmão de Custódio Pinto) uma das melhores duplas de centrais do emblema minhoto.
Na época de 1972/73 ingressou no U.D. Oliveirense e na temporada seguinte rumou ao F.C. Penafiel, para em 1974/75 se mudar para o U.S. Clube Paredes onde jogou até ao final da época de 1975/76, altura em que deixou a carreira de futebolista.
Faleceu no dia 14 de Setembro de 2014.

Palmarés
3 Taças Associação de Futebol do Porto

6 de junho de 2016

Farrapa


Joaquim Reis (Farrapa), foi um dos primeiros futebolistas da história do Futebol Clube do Porto.
Conhecido por “Farrapa”, Joaquim Reis foi a par de Ivo Lemos, Camilo Moniz, José Bacelar, entre outros, um dos melhores jogadores que nos primeiros anos da história vestiram a camisola dos Dragões.
Esteve durante muitos anos ao serviço do F.C. Porto ajudando a conquistar vá rios Campeonatos do Porto assim como algumas edições da Taça Associação de Futebol do Porto, sem esquecer a Taça José Monteiro da Costa.
Para além de todas essas conquistas, Farrapa viveu grandes momentos enquanto jogador do F.C. Porto, tal como em Outubro de 1912, os Dragões vencem pela primeira vez em Lisboa ao derrotar por 3-2 o Club Internacional de Foot-Ball. Já no início de 1913 foi o Torneio de Inauguração do Campo da Constituição.
Farrapa vestiu a camisola azul e branca até 1917.
Ingressou depois no S.C. Salgueiros onde também foi um elemento de destaque e foi no clube de Paranhos que terminou a sua aventura de futebolista.

Palmarés
4 Campeonatos do Porto
2 Taças Associação de Futebol do Porto