5 de março de 2018

Carlos Alhinho

Carlos Alexandre Fortes Alhinho nasceu no dia 10 de Janeiro de 1949 em São Vicente, Cabo Verde.
Aos 11 anos começou a jogar futebol no Associação Académica do Mindelo, clube da sua terra natal e uma filial da Académica de Coimbra. A juntar ao gosto pelo futebol, Alhinho também não descartava os estudos e tinha mesmo o objetivo de se formar em engenharia agrária. Em 1965 chegou a Portugal, para continuar os estudos em Coimbra e jogar nos juniores da Briosa. Na temporada de 1968/69 chegou à equipa principal dos Estudantes e por lá se manteve durante quatro temporadas. Na época de 1972/73 transferiu-se para o Sporting C.P., defendeu o emblema leonino durante três temporadas e conquistou duas Taças de Portugal (1972/73 e 1973/74), e o Campeonato Nacional em 1973/74. No verão de 1975 esteve com um pé no Real Bétis de Sevilha mas acabou por regressar a Portugal.
No início da época de 1975/76 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 26 de Outubro de 1975 no Estádio do Bessa, onde os portistas defrontaram o Boavista F.C. tendo os axadrezados vencido por 1-0, numa partida a contar para a 8ª jornada do Campeonato Nacional de 1975/76.
Carlos Alhinho esteve apenas uma época ao serviço do F.C. Porto, tendo disputado 22 partidas oficiais.
Apesar de não ter conseguido conquistar nenhum título com a camisola azul e branca, Carlos Alhinho foi um dos titulares no jogo em que o F.C. Porto completou o milésimo jogo no Campeonato Nacional, na 30ª jornada contra o S.L. Benfica no Estádio da Luz em que os Dragões venceram por 3-2.
Na temporada de 1976/77 transferiu-se para o S.L. Benfica onde esteve quatro temporadas, tendo vencido dois Campeonatos Nacionais (1976/77 e 1980/81), duas Taças de Portugal (1979/80 e 1980/81) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (1980), pelo meio esteve emprestado aos belgas do R.W.D. Molenbeek na época de 1977/78 e aos Norte-Americanos do New England T.M.. Em 1981/82 ingressou no Portimonense S.C. onde jogou durante duas temporadas. Em 1983/84 transferiu-se para o S.C. Farense onde jogou ao lado do seu irmão Alexandre, e onde deu por terminada a sua carreira de futebolista em abril de 1984.
Ainda nesse ano de 1984 iniciou-se como treinador no Lusitano Ginásio Clube de Évora, mais tarde treinou em Angola, Catar, Marrocos, Barém, Espanha, Arábia Saudita e ainda foi treinador da selecção de Cabo Verde e depois de Angola.
Carlos Alhinho faleceu no dia 30 de Maio de 2008.

Palmarés
3 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
4 Taças de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira

Sem comentários: