30 de março de 2008

Sérgio Conceição

Sérgio Paulo Marceneiro Conceição nasceu no dia 14 de Novembro de 1974 em Coimbra.
Começou a jogar futebol nas escolas de formação da Associação Académica de Coimbra onde passou pelos sub-13, sub-15 e sub-17.
Em 1991/92 ingressou no Futebol Clube do Porto.
Jogou duas temporadas nos sub-19 e na época de 1993/94 passou à categoria de sénior e foi emprestado ao F.C. Penafiel. Em 1994/95 e também por empréstimo passou pelo F.C. Leça. Na época seguinte esteve ainda emprestado ao F.C. Felgueiras.
Em 1996/97 regressou ao F.C. Porto para integrar o plantel principal treinado por António Oliveira.
Logo no seu primeiro ano de Dragão ao peito Sérgio Conceição sagrou-se Campeão Nacional e venceu a Supertaça Cândido de Oliveira.
Na temporada seguinte a sua importância foi ainda mais evidente, e voltou a sagrar-se Campeão Nacional tendo apontado oito golos no campeonato, ainda juntou a vitória na Taça de Portugal ao derrotar o S.C. Braga por 3-1 na final disputada no estádio do Jamor.
As boas exibições ao serviço do Futebol Clube do Porto valeram-lhe a transferência para a S.S. Lazio por 10 milhões de euros. Nas épocas de 1998/99 e 1999/2000 ao serviço do clube italiano venceu na primeira época a Taça dos Clubes Vencedores das Taças ao derrotar os espanhóis da R.C. Deportivo Mallorca por 2-1, ao que juntou a conquista da Supertaça italiana. Na segunda época ao serviço dos romanos venceu o campeonato italiano, a Taça de Itália e a Supertaça Europeia. Na época seguinte ingressou no Parma F.C. onde manteve o estatuto de titular. Na temporada de 2001/02 transferiu-se para o Inter de Milão clube que representou durante duas temporadas, mas que perdeu influencia e a titularidade na equipa. Regressou ao S.S. Lazio na época de 2003/04 e repetiu a vitória na Taça de Itália, mas na reabertura do mercado de transferências rescindiu o contracto que o ligava ao clube italiano.
Em Janeiro de 2004 regressou ao F.C. Porto para voltar a sagrar-se Campeão Nacional.
No final da temporada de 2003/04 deixou os Dragões. com a camisola azul e branca, Sérgio Conceião conquistou 5 Títulos, disputou 89 jogos oficiais e marcou 11 golos.
Na temporada seguinte rumou à Bélgica para ingressar no Standard Liége. Na primeira temporada ao serviço dos belgas, foi considerado o melhor jogador da época 2004/05. No final da época de 2006/07 deixou o Standard Liége para ir jogar no Kuwait na equipa Al-Qadsia S.C. onde permaneceu até ao final do ano de 2007. Em 2008 viajou para a Grécia onde se juntou ao treinador Fernando Santos no PAOK de Salónica, clube em que terminou a sua carreira de futebolista em Novembro de 2009.
Passou depois a Director-Técnico do clube grego em 2009/10.
Em 2010/11 regressou à Bélgica e ao Standard de Liége para assumir o cargo de treinador-adjunto. Em Janeiro de 2012 assumiu o comando técnico do S.C. Olhanense. Alguns problemas com o presidente do clube algarvio marcaram a sua estadia em Olhão e foi sem grande surpresa que em Janeiro de 2013 bateu com a porta e abandonou o Algarve. Poucos meses depois assumiu o comando técnico da Académica de Coimbra. Na época de 2014/15 passou a orientar o S.C. Braga e na temporada seguinte passou a treinou o V. Guimarães. Em Dezembro de 2016 rumou a França para ser o novo treinador do F.C. Nantes. Pegou na equipa gaulesa quando estava abaixo da linha de água para terminar o campeonato no sétimo lugar e logo de seguida deixou o emblema francês.
No inicio da temporada de 2017/18 foi apresentado como treinador do F.C. Porto. Sérgio Conceição vestiu também a camisola da Selecção Nacional por 56 vezes e marcou 12 golos. Estreou-se em 1996 no estádio das Antas num jogo contra a Ucrânia que Portugal venceu por 1-0, sendo na altura orientado por Artur Jorge. Esteve presente no Campeonato da Europa de 2000 disputado na Bélgica/Holanda onde brilhou no jogo contra a Alemanha quando foi o autor dos três golos com que a Selecção de Portugal derrotou os alemães. Marcou também presença no Campeonato do Mundo de 2002 da Coreia/Japão onde Portugal acabou por não ser feliz.
No dia 25 de Julho de 2014 voltou a pisar o relvado do Estádio do Dragão e a vestir a camisola do Futebol Clube do Porto para o jogo de homenagem e despedida a Deco.

Palmarés
1 Taça dos Clubes Vencedores das Taças
1 Supertaça Europeia
3 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato de Itália
1 Taça de Portugal
1 Taça de Itália
1 Supertaça Cândido de Oliveira
1 Supertaça de Itália

6 comentários:

dragao vila pouca disse...

O Sergio que como referes ainda joga, fez uma grande carreira, que ainda podia ser melhor, se ele não tivesse um feitio um pouco difícil.
O que só acontece no futebol, pois fora disso, é uma pessoa extraordinária e que ajuda muitas vezes, pessoas com dificuldades.
Um abraçO

apagavela disse...

Sugestão: Próximo jogo é em canal aberto e podemos festejar mais um campeonato. Depois das capas dos jornais esta semana, devemos mobilizarmo-nos e encher o estádio com cartazes, cheios de perguntas incómodas! Ex: escutas de LFV vão a tribunal?

dragao vila pouca disse...

Os Grandes como nós só queremos ganhar nas 4 linhas, os pequenos, coitados agarram-se a tudo para ganhar.
É o maior elogio que nos podem fazer.
Convido-os a passar no meu blog, tem lá um novo post que é significativo.
Um abraço

PACHARAN BLANQUIAZUL disse...

ya te he agregado campeon,SALUDOS
http://pacharanblanquiazul.blogspot.com/

MR. HEAVY disse...

pARABÉNS PELO BLOG.... ESTES NOMES MERECEM MESMO SER LEMBRADOS... MUITAS ALEGRIAS NOS DERAM

John disse...

Great win for Porto. Glory glory to the Dragons!!!!

Vamos Lucho!!!!
Vamos Licha!!!!

http://mundoalbiceleste.blogspot.com/2008/04/lucho-licha-on-target-porto-win-title.html