17 de janeiro de 2021

Rúben Micael

Rúben Micael Freitas da Ressureição nasceu no dia 19 de Agosto de 1986 em Câmara de Lobos na ilha da Madeira.
Tinha 10 anos de idade quando passou a representar o G.D. Estreito, mas para jogar futsal. No ano seguinte entrou para as escolinhas do C.F. União da Madeira onde passou por todos os escalões de formação até ascender à categoria de sénior na temporada de 2003/04, depois ainda permaneceu no União durante quatro épocas até se transferir para o rival C.D. Nacional, em 2008/09 e foi nos alvinegros que Rúben Micael começou a despertar o assédio dos clubes nacionais mais importantes e não tardou muito a deixar a ilha da Madeira.
Em Janeiro de 2010 foi contrato pelo Futebol Clube do Porto.
O seu primeiro jogo oficial com a camisola azul e branca aconteceu no dia 24 de Janeiro de 2010 no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, onde os Dragões venceram o G.D. Estoril Praia por 2-0, numa partida que contou para a 3ª jornada da 2ª fase de grupos da Taça da Liga da época de 2009/2010.
Apesar de ser um centro campista, Rúben Micael sempre marcou golos em todos os clubes que passou e no F.C. Porto não foi diferente. O Primeiro que apontou de Dragão ao peito foi no jogo da 1ª mão da meia-final da Taça de Portugal de 2009/2010, quando os portistas visitaram o Rio Ave F.C. e venceram no Estádio dos Arcos os vilacondenses por 3-1, Rúben Micael inaugurou o marcador aos 20 minutos de jogo.
Apesar de ter chegado ao F.C. Porto já com meia temporada a decorrer, ainda foi a tempo de festejar a vitória na Taça de Portugal. Na época seguinte praticamente conquistou tudo o que poderia ter conquistado, apenas ficou a faltar a Taça da Liga, mas em compensação venceu a Supertaça Cândido de Oliveira, sagrou-se Campeão Nacional, repetiu a vitória na Taça de Portugal e ajudou a conquistar a Liga Europa.
Jogador tecnicamente disciplinado, foi sempre bastante útil aos treinadores portistas, Jesualdo Ferreira e André Villas-Boas, e foi sem grande surpresa que teve sobre si os olhares de vários clubes europeus.
Começou a temporada de 2011/12 como tinha iniciado a anterior, ou seja, a conquistar a Supertaça Cândido de Oliveira. Sete dias depois jogou 38 minutos na partida inaugural do Campeonato Nacional de 2011/12 e quatro dias depois deixou os Dragões para rumar a Madrid junto com Radamel Falcao.
Foram 19 os meses que Rúben Micael esteve ao serviço do F.C. Porto. Disputou 56 partidas oficiais, marcou 6 golos e conquistou 7 títulos.
Em Agosto de 2011 foi contratado pelos espanhóis do Club Atlético de Madrid que imediatamente o emprestaram ao Real Zaragoza. Um ano mais tarde, Rúben Micael estava de regresso a Portugal para ingressar no S.C. Braga, também por empréstimo dos calchoneros, mas acabou por ficar em definitivo no clube da cidade dos arcebispos onde conquistou a Taça da Liga da época de 2012/13. Em 2015 rumou à China para jogar no Shijiazhuang F.C.. Em 2016 viajou para Israel onde vestiu a camisola do Maccabi Tel Aviv F.C.. Em Janeiro de 2018 voltou a Portugal para defender o emblema do F.C. Paços de Ferreira. Em 2018/19 foi contratado pelo V. Setúbal. Na época de 2019/20 regressou ao C.D. Nacional da Madeira.
Rúben Micael representou também a Selecção Nacional por 16 vezes, tendo marcado 2 golos. Esteve presente no Campeonato da Europa de 2012.

Palmarés
1 Liga Europa
2 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal
2 Supertaças Cândido de Oliveira
1 Taça da Liga

Sem comentários: