19 de outubro de 2020

Sá Pereira

Henrique Correia de Sá Pereira nasceu no dia 7 de Abril de 1934 em Matosinhos.
Descendente de uma família ligada às conservas de peixe, Sá Pereira preferiu dedicar-se ao desporto e ingressou no Leixões S.C. onde praticou andebol, mas também o seu desporto preferido, o futebol.
Em 1951, Sá Pereira passou a jogar nos juniores do seu clube do coração, o Futebol Clube do Porto.
Sá Pereira entrou para a história do F.C. Porto quando ainda jogava nos juniores, pois na temporada de 1952/53 os jovens Dragões sagraram-se Campeões Nacionais, titulo que os azuis e brancos venceram pela primeira vez ao derrotar o C.F. Belenenses na final por 2-0.
Na temporada seguinte, Sá Pereira ascendeu à categoria de sénior e integrou o plantel principal dos azuis e brancos, sendo mais utilizado na equipa de reservas.
A sua estreia na equipa principal dos Dragões aconteceu no dia 26 de Fevereiro de 1956 no Estádio das Antas, onde os portistas receberam e venceram o S.C. Braga por 4-0, numa partida que contou para a 20ª jornada do Campeonato Nacional da temporada de 1955/56.
Nessa época, o médio portista foi pouco utilizado pelo treinador Dorival Yustrich, mas jogou o bastante para se sagrar Campeão Nacional e vencedor da Taça de Portugal.
Em 1957/58, Sá Pereira conquistou pela segunda vez a Taça de Portugal, naquela que foi a sua última temporada ao serviço do F.C. Porto.
Depois de deixar os Dragões Sá Pereira vestiu a camisola do C.D. Feirense.

Palmarés
1 Campeonato Nacional 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal

Fonte: memoriaporto.blogspot.com de Armando Pinto

12 de outubro de 2020

Tiquinho Soares

Francisco das Chagas Soares dos Santos, mais conhecido por Tiquinho Soares, nasceu no dia 17 de Janeiro de 1991 em Sousa, um município do estado de Paraíba, Brasil.
Foi no pequeno clube do bairro das Rocas, o Palmeiras F.C. que Tiquinho Soares começou a jogar futebol. Aos 17 anos de idade, ainda junior, mudou de ares e passou a representar o S.C. Corinthians Alagoano. Em 2009, Tiquinho voltou a mudar de clube e ingressou no América F.C., onde passou a sénior. No ano seguinte transferiu-se para Botafogo F.C. de Paraíba. Em 2011, jogou no Sousa E.C.. No ano de 2012, ingressou no Centro Esportivo Paraibano, mantendo-se ligado ao emblema da cidade de João Pessoa até 2016, mas pelo meio jogou, por empréstimo, no Caicó E.C., Visão Celeste E.C., Cerâmica A.C., Treze F.C., Veranópolis E.C.R.C., E.C. Pelotas, e Lucena S.C..
Em Janeiro de 2015, Tiquinho Soares viajou para a ilha da Madeira para representar o C.D. Nacional. Depois de ter marcado dois golos na fase final do campeonato nacional de 2014/15, Tiquinho foi a figura dos Insulares na temporada seguinte ao marcar 14 golos em 35 jogos, o que lhe valeu a transferência para o V. Guimarães na época de 2015/16. Na equipa vitoriana, Tiquinho continuou com a pontaria afinada e apontou 9 golos em 22 jogos, deixando os “grandes” do futebol português em alerta.
Em Janeiro de 2017 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 4 de Fevereiro de 2017 no Estádio do Dragão, onde os portistas receberam e venceram o Sporting C.P. por 2-1, numa partida que valeu para a 20ª jornada do Campeonato Nacional de 2016/17. A estreia de Tiquinho Soares dificilmente poderia ter tido contornos mais brilhantes, já que foi o autor dos dois golos com que os portistas derrotaram a equipa de Alvalade.
Nos outros 16 jogos que disputou até ao final dessa época, Tiquinho voltou a marcar por mais 10 vezes.
Nas três temporadas seguintes, com a excepção da Supertaça Cândido de Oliveira, Tiquinho Soares marcou golos em todas as competições que o F.C. Porto disputou e tornou-se no 3º melhor marcador brasileiro da história dos Dragões, com 64 golos apontados.
Nos três anos que jogou de Dragão ao peito, Tiquinho Soares sagrou-se Campeão Nacional por duas vezes, conquistou uma Taça de Portugal e uma Supertaça Cândido de Oliveira.
Em Setembro de 2020, Tiquinho Soares rumou à China para representar o Tianjin Teda F.C.


Palmarés
2 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
1 Taça de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira

5 de outubro de 2020

Celta Cup

Em Janeiro de 1930, o Futebol Clube do Porto disputou um jogo amigável com o R.C. Celta de Vigo no Campo da Constituição.
Os portistas foram superiores durante todo o jogo e venceram por 6-1 a equipa vinda da Galiza.
O encontro, que estava marcado para o dia 26 de Janeiro, acabou por ser adiado 24 horas devido ao mau tempo que se fazia sentir na cidade do Porto. No dia 27 e com a intempérie a dar algumas tréguas, foi então disputada a partida que teve grande afluência de público.
A equipa de Vigo trouxe um belo troféu para oferecer ao F.C. Porto. Uma peça em prata que apresenta um futebolista a segurar uma bola, com a curiosidade que a bola de futebol é dividida em duas partes, metade desencaixa como uma tampa, ficando uma copa de taça padronizada. Na base do troféu, esta escrita a data marcada para a realização do jogo, o dia 26 de Janeiro de 1930.