1 de junho de 2008

Hernâni

Hernâni Ferreira da Silva nasceu no dia 1 de Setembro de 1931 em Águeda.
Começou por jogar futebol no Recreio de Águeda e desde logo apareceu o interesse dos grandes clubes portugueses com o Futebol Clube do Porto a levar Hernâni para a cidade Invicta.
A sua estreia com a camisola azul e branca foi no dia 28 de Janeiro de 1951 no Campo da Tapadinha em Lisboa onde os portistas perderam por 4-1 com o Atlético C.P. numa partida a contar para a 19ª jornada do Campeonato Nacional da época de 1950/51.
Representou sempre o F.C. Porto, tendo só uma curta incursão pelo G.D. Estoril Praia na época de 1952/53, quando foi obrigado a cumprir o serviço militar, mas com a condição de não defrontar os portistas.
Jogador polivalente no meio-campo, também jogava no ataque (marcou mais de 100 golos em toda a sua carreira). Fez parte de uma equipa onde sobressaíam nomes como: Pedroto, Miguel Arcanjo, Monteiro da Costa ou Jaburu.
Venceu dois Campeonatos Nacionais, em 1955/56 com o técnico brasileiro Yustrich, e em 1958/59 com o hungaru Bela Gutmann. Tendo Hernâni apontado 10 golos no primeiro título e 15 no segundo. Conquistou ainda duas Taças de Portugal (1955/56 e 1957/58) e a Taça Associação de Futebol do Porto por sete vezes.
Além das suas qualidades invulgares como futebolista, Hernâni tinha também um forte caracter e são bem conhecidos os problemas que tinha com o treinador Yustrich, que chegaram mesmo a confrontos físicos á entrada para os balneários (ainda por trás da baliza da superior sul do Estádio das Antas) num jogo em 1958. O chefe do exército, Santos Costa, ordenou então que Hernâni se apresentasse sempre nas Antas fardado, e assim foi, a farda era o escudo de Hernâni contra os maus humores de Yustrich.
Ainda num Sporting C.P. – F.C. Porto, marcou um grande golo que foi anulado pelo árbitro por já ter apitado para o… intervalo (o árbitro um tal de Inocêncio Calabote), Hernâni furioso chamou-lhe de tudo o que lhe veio à cabeça, valeu a rápida intervenção de Pedroto e o peso da consciência do árbitro para não ser expulso.
Foi um dos jogadores titulares na equipa portista que se estreou nas competições europeias ao defrontar os espanhois do Athletic Club Bilbao para a 1ª eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus na época de 1956/57.
Hernâni que jogou nos Dragões durante 13 temporadas, disputou 332 partidas oficiais, marcou 187 golos e conquistou 11 Títulos.
Vestiu ainda a camisola da Selecção Nacional com a qual disputou 28 partidas, tendo apontado 5 golos.
Retirou-se da carreira de futebolista em 1964, e quando José Maria Pedroto foi convidado para ser o treinador em 1966/67 exigiu que Hernâni fosse o director de futebol.
Mais tarde continuou ligado ao F.C. Porto em alguns cargos directivos.
Disse um dia: “Sabe, até Eusébio tinha grande admiração por mim, tratava-me por «Sr. Hernâni».
Hernâni tinha uma vida agradável quando a morte o levou, a 5 de Abril de 2001.

Palmarés
2 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal
7 Taças Associação de Futebol do Porto

8 comentários:

dragao vila pouca disse...

Paulo mesmo num dia difícil não podia deixar de vir aqui falar num grande craque do nosso clube.
Hernâni - que eu vi era muito novo - tinha tudo e só não foi mais considerado, porque lá está, era do F.C.Porto.
Um abraço

Paulo Moreira disse...

Tenho que agradecer todos os seus comentários em todos os posts dos jogadores.
Abraço e obrigado

dragao vila pouca disse...

Meu caro amigo eu continuarei a vir ao seu blog com todo o gosto comentar, mas ao outro blog onde você posta, não vou mais.
Se aquilo é um blog de um portista, eu de certeza que não sei o que é ser portista.
Um abraço

Maestro disse...

PARA QUANDO UMA BIOGRAFIA DO lEMOS?

Paulo Moreira disse...

maestro, para breve. Não há assim muita informação do Lemos mas é um jogador que também quero ter aqui.

Anónimo disse...

O FCP TEVE UM DEFESA CENTRAL INTERN.JUNIOR QUE FOI DO CANDAL PARA O BENFICA NO TEMPO DO SNR CABRITA NOS ANOS 60(PINTO MOREIRA)TAMBEM NINGUEM FALA NO ETERNO ADJUNTO DE PEDROTO (ANTONIO MORAIS)E O SERAFIM O LEMOS 0 PAULA.

Luis Ferreira da Silva disse...

O meu saudoso avô,deu tudo pelo nosso clube,serviu-o com muita dedicaçao e amor á camisola,para muitos e para mim tambem,o melhor jogador portugues de sempre. Um grande bem haja ao senhor Paulo Moreira por esta bonita homenagem.
Luis Nuno Ferreira da Silva

Anónimo disse...

O grande Hernâni do FCPorto fui crescendo com meu pai a contar-me histórias sobre ele tendo na nossa casa fotos dele e o Poster do FCPorto da Época de 1958/59 em que fomos campeões ; hoje recordo com saudade esse Portismo de meu pai ; que o passou a mim incluindo o nome de Hernâni . Abraços Azuis. Hernâni Rocha Açores.