1 de novembro de 2009

Doriva

Dorival Guidoni Junior, mais conhecido como Doriva, nasceu no dia 28 de Maio de 1972 em Nhandeara do Estado de São Paulo, Brasil.
Começou a carreira profissional no São Paulo F.C. no ano de 1991, esteve depois emprestado ao A.A. Anapolina e mais tarde ao Goiânia E.C., regressou em 1993 ao São Paulo F.C. onde viveu os primeiros momentos de glória ao estar nas conquistas da Recopa Sul-Américana, Supertaça Libertadores e Taça Intercontinental.
No ano de 1995 mudou-se para o modesto E.C. XV Novembro de Piracicaba da 3ª divisão brasileira. Ainda nesse ano Doriva transferiu-se para o C.A. Atlético Mineiro e voltou às vitórias com a conquista da Taça Conmebol em 1997.
No início da temporada de 1997/98 transferiu-se para o Futebol Clube do Porto.
No plantel orientado por António Oliveira ganhou a titularidade e passou a ser um dos pilares da equipa portista que venceu o Campeonato Nacional e conquistou a Taça de Portugal ao derrotar na final o S.C. Braga por 3-1.
Na temporada seguinte repetiu a conquista do Campeonato Nacional ao que juntou a vitória na Supertaça Cândido de Oliveira, depois de levar de vencido o S.C. Braga por 1-0, no jogo da 1ª mão disputado no Estádio das Antas e um empate 1-1 na cidade dos arcebispos.
Exímio na marcação de livres directos e dono de um forte pontapé, Doriva deixou a sua marca. Em Agosto de 1998 os Dragões receberam e venceram o Sporting C.P. por 3-2, Doriva foi o autor dos três golos com três remates espantosos que despacharam os leões.
No final da época de 1998/99 deixou o F.C. Porto. Ao serviço dos Dragões, Doriva conquistou 4 Títulos, disputou 40 partidas oficiais e marcou 6 golos.
Em 1999/2000 transferiu-se para o U.C. Sampdoria onde permaneceu duas épocas. Depois rumou a Espanha para vestir a camisola do R.C. Celta de Vigo durante duas temporadas. Em 2002/03 viajou para Inglaterra onde ingressou no Middlesbrough F.C., jogou no Boro durante quatro temporadas e conquistou a Taça da Liga em 2004. Na época de 2006/07 esteve dois meses ao serviço do Blackpool F.C. até que regressou ao Brasil para se juntar ao América F.C. de São Paulo. Depois mudou-se para o Mirassol F.C. mas Doriva sempre tinha o sonho de terminar a carreira no São Paulo F.C.
Em 2008 foi-lhe detectada uma arritmia cardíaca durante os exames médicos no Mirassol F.C. e foi impedido de jogar. Mais tarde voltou a ser observado e o problema foi confirmado. Como Doriva tinha antecedentes na família com o mesmo problema cardíaco resolveu colocar um ponto final na carreira quando contava 35 anos.
Doriva representou por 14 vezes a Selecção do Brasil. Estreou-se no dia 27 de Abril de 1995 e esteve presente no Campeonato do Mundo de Futebol de França de 1998.
Em 2012 fez parte, como treinador-adjunto, da equipa técnico do Ituano F.C. tendo assumido o cargo de treinador principal em 2013. Em 2014 passou a treinador do C.A. Paranaense. Passou depois pelo C.R. Vasco da Gama onde venceu o Campeonato Carioca, A.A. Ponte Preta, São Paulo F.C., E.C. Bahia, Santa Cruz F.C. e o A.C. Goianiense.

Palmarés como jogador
2 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
1 Taça de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira
1 Taça da Liga Inglessa
1 Recopa Sul-Américana
1 Supertaça Libertadores
1 Mundial Interclubes
1 Taça Conmebol

Palmarés como treinador
1 Campeonato Carioca

4 comentários:

dragao vila pouca disse...

Um excelente médio que passou pelo F.C.Porto, mas que depois, achando que o F.C.Porto já era pouco para ele, ou porque só via dinheiro, resolveu pressionar para sair. Saiu, começou a andar para trás na carreira e nunca mais teve o protagonismo que tinha tido de azul e branco ao peito. Chegou a mostrar arrependimente e a sondar para um possível regresso, mas e ainda bem, isso nunca aconteceu.

Um abraço

AZUL DRAGÃO disse...

Tecnicamente Bom e Excelente rematador de meia distância !

De resto , estou com o Vila Pouca :
..."só via dinheiro"





Um abraço

Anónimo disse...

Uma bazuca no lugar do pé direito. Escolheu mal a carreira. Podia ter ficado no Hall of Fame do clube, se cá ficasse uns anos, mas não foi isso que aconteceu. Teve depois uma passagem discreta na europa. Azar o dele.

Anónimo disse...

Doriva foi um flop depois de ter saído do Porto, nem sei em quantas equipas esteve e depois desceu de divisão. É pena... (ou não)

RS