15 de junho de 2008

Drulovic

Ljubinko Drulovic nasceu no dia 11 de Setembro de 1968 em Nova Varos na Jugoslávia.
Fez a sua estreia a nível Professional no F.K. Zlatar Nova Varos na temporada de 1987/88. Na temporada seguinte transferiu-se para o F.K. Sloga Pozega. Em 1989/90 ingressou no F.K. Sloboda Uzice. Na temporada de 1990/91 passou a defender as cores do F.K. Rad Beograd.
Em 1992/93 chegou a Portugal para representar o Gil Vicente F.C., logo na primeira época ao serviço do clube de Barcelos disputou 32 jogos e apontou 10 golos. Na temporada seguinte continuou a ser um dos melhores jogadores da equipa gilista que já tinha marcado sete golos em doze jogos, começou a ser alvo de cobiça por parte das melhores equipas.
Em Dezembro de 1993 ingressou no Futebol clube do Porto.
Agarrou desde logo a titularidade e venceu a Taça de Portugal de 1993/94.
Na época seguinte, Drulovic sagrou-se pela primeira vez Campeão Nacional e conquistou por duas vezes a Supertaça Cândido de Oliveira, a primeira na finalissíma disputada no Estádio Municipal de Coimbra em que os Dragões venceram o S.L. Benfica por 4-3 na marcação de grandes penalidades após o prolongamento. A segunda Supertaça Cândido de Oliveira foi ganha em Paris, também na finalissíma e de novo com uma vitória sobre o S.L. Benfica, desta vez por 1-0.
Em 1995/96 vence de novo o Campeonato Nacional, onde marcou 8 golos em 31 jogos disputados.
Na temporada de 1996/97 e com a chegada do brasileiro Mário Jardel, Drulovic passou a marcar menos golos mas a fazer muitas assistências para o avançado brasileiro ser o melhor marcador do campeonato. No final da época sagrou-se novamente Campeão Nacional, sendo um dos jogadores que ajudaram o F.C. Porto pela primeira vez na sua história a ser Tri-Campeão.
Na época seguinte o domínio do F.C. Porto continuou e no final do campeonato foi uma vez mais Campeão Nacional, o que foi o Tetra-Campeonato para os Dragões. Nessa época juntou a conquista da Taça de Portugal.
Em 1998/99, Drulovic voltou a sagrar-se Campeão Nacional e inscreveu o seu nome na história do Futebol Clube do Porto como um dos poucos jogadores que estiveram em todos os campeonatos do Penta. Nessa temporada voltou a juntar a Supertaça Cândido de Oliveira ao campeonato conquistado.
Em 1999/2000 conquistou a Taça de Portugal e mais uma Supertaça Cândido de Oliveira.
Na temporada de 2000/01 voltou a conquistar a Taça de Portugal depois da vitória sobre o Marítimo S.C. por 2-0 na final do Jamor.
No final dessa época deixou os Dragões. Com a camisola do F.C. Porto Drulovic jogou durante 8 épocas e conquistou 14 Títulos, disputou 327 jogos oficiais e marcou 58 golos.
Em 2001/02 ingressou no S.L. Benfica. No clube lisboeta nem todo correu bem nas duas temporadas que por lá permaneceu e em 2003/04 mudou-se para o F.K. Partizan. Na época de 2004/05 regressou a Portugal para jogar pelo F.C. Penafiel, mas não chegou a terminar o campeonato já que em Dezembro de 2004 foi dispensado e terminou assim a sua brilhante carreira de futebolista.
Pela Selecção da Jugoslávia disputou 38 jogos e marcou 3 golos. Esteve presente no Campeonato do Mundo de 1998 e no Campeonato da Europa de 2000.
Em 2006/07 assumiu o comando técnico do G.D. Tourizense, na temporada seguinte orientou os sérvios do F.K. Banat e em 2008/09 rumou à Eslovénia para treinar o N.K. Drava. Em 2010 viagou para Angola para passar a ser o treinador do C.D. 1º de Agosto, clube que comandou durante dois anos e onde venceu a Supertaça de Angola em 2010. Em 2013 regressou ao seu país para orientar a Selecção Nacional de sub-19, pela qual ganhou o Campeonato da Europa. Em 2014 passou a orientar a Selecção principal. Depois orientou a Selecção da Macedónia e em 2015/16 voltou ao F.K. Partizan onde foi o técnico principal até Dezembro de 2015.

Palmarés como jogador
5 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
4 Taças de Portugal
5 Supertaças Cândido de Oliveira

Palmarés Como Treinador
1 Campeonato da Europa sub-19
1 Supertaça de Angola

5 comentários:

dragao vila pouca disse...

Grande jogador, com um pé esquerdo fabuloso -já fazia trivelas muito antes do Quaresma - grande profissonal, que infelizmente se deixou enrolar pelo Veiga e não terminou a carreira no F.C.porto como merecia.
Esse golo ao Herta é um hino ao futebol e colocou justiça no resultado -1-0- pois o árbitro antes tinha anulado um golo limpo ao F.C.Porto.
Um abraço

miguel87 disse...

Classe pura!

Bruno Pinto disse...

Maravilhoso jogador, dos melhores que alguma vez passaram pelo FC Porto. Aquele pé esquerdo... Foi pena ter acabado no Benfica, mas isso não apaga a carreira brilhante que protagonizou de dragão ao peito.

J.BARBOSA disse...

Um monstro esquerdino, não vou acreditar que nos relvados do DRAGÃO venha aparecer jogador de igualável qualidade. jb

Diogo Carvalho disse...

Grande Jogador! É um dos melhores que passaram pelo FCP.
http://www.portodragao.blogspot.com/