26 de outubro de 2008

Rolando

José Rolando Andrade Gonçalves nasceu no dia 11 de Junho de 1944 no Porto.
Depois de ter passado por todos os escalões de formação do Futebol Clube do Porto, passou a sénior na temporada de 1962/63, rumando a Paranhos para jogar por empréstimo no S.C. Salgueiros.
Em 1963/64 regressou ao F.C. Porto para integrar o plantel portista.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 16 de Fevereiro de 1964 no Estádio Padinha em Olhão, onde os portistas empataram 1-1 com o S.C. Olhanense, num jogo a contar para a 18ª jornada do Campeonato Nacional de 1963/64.
Foi um dos titulares da equipa portista que no dia 16 de Setembro de 1964 venceram os franceses do Olimpique Lyonnais por 3-0 e que marcou a primeira vitória do F.C. Porto nas competições europeias.
Venceu a Taça de Portugal na época de 1967/68 jogo em que o F.C. Porto derrotou o V. Setúbal por 2-1 no Estádio do Jamor.
Conquistou ainda a Taça Associação de Futebol do Porto por duas vezes, em 1964/65 e 1965/66.
Rolando que esteve 12 épocas ao serviço do F.C. Porto, viveu grandes momentos para além dos títulos. Foi um dos futebolistas que integrou a comitiva portista que a convite do São Paulo F.C. participou no jogo inaugural do novo Estádio do Morumbi, o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, isto em Janeiro de 1970. Foi um dos títulares na equipa que derrotou o S.L. Benfica por 4-0, golos de Lemos, no Estádio das Antas em Janeiro de 1971, no jogo da 18ª jornada do Campeonato Nacional da temporada de 1970/71.
Com a camisola azul e branca, Rolando disputou 305 partidas oficiais e apontou 6 golos.
Em 1975/76 transferiu-se para o F.C. Paços de Ferreira para na temporada seguinte ingressar no F.C. Penafiel, seguiu-se o S.C. Freamunde e em 1979/80 ingressou no A.A. Avanca onde no final dessa temporada terminou a sua carreira de jogador.
Rolando representou também a Selecção Nacional por 8 vezes.
Depois de terminada a sua carreira de futebolista, Rolando foi treinador-adjunto de Rodolfo no F.C. Tirsense. Regressou ao F.C. Porto para treinar as camadas jovens onde foi Campeão. Passou depois a fazer parte do departamento de Scouting dos Dragões.

Palmarés
1 Taça de Portugal 2 Taças Associação de Futebol do Porto

8 comentários:

dragao vila pouca disse...

Mais concretamente no Scouting.
Rolando que conheço pessoalmente foi um grande jogador e um defesa de eleição, sendo conhecidas sa suas marcações que secavam completamente, o Eusébio.
Jogou no tempo das vacas magras do F.C.Porto, futebolisticamente, falando.
Numa altura que o Benfica dominava o futebol português e era abase da selecção, o Rolando era dos poucos jogadores fora Benfica, mais e alguns do Sporting, que representavam a equipa das quinas.
Um abraço

Anónimo disse...

O Rolando, que continua ligado ao FC Porto (na prospecção) foi, sem qualquer dúvida, um dos últimos seus grandes jogadores (para nós, depois dele, só o Pavão, o Gomes
e o Oliveira).

Dos portugueses, claro.

O seu carisma era tal que chamavam à equipa portista «o Rolando e mais dez».

Possuimos dois LPs, de 1969, do saudoso programa «Zip Zip», aqui gravado no Rivoli, em que o Raúl
Solnado «encarnava» um portista anónimo que, de quando em vez, dizia... «vivóRolando».

Um deles, será para oferecer, um dia, e pessoalmente, ao Rolando.

Rolando que, na sua juventude (já jogava nos júniores do FC Porto) fazia uma «perninha» no já extinto Fontinense (hoje é «Náutilos da Fontinha»), fazendo uma dupla de centrais com um irmão nosso, de nome Belmiro (já lho lembrei e ele
recorda-se bem).

Aquando sénior, fez uma época no Salgueiros, emprestado, fazendo dupla com o grande central Cháu (juntamente com Miguel Arcanjo e Germano, dos melhores centrais que vimos)regressando, de imediato, em 1963.

Esteve até 1975 (12 anos,portanto)
acabando no Paços de Ferreira, que na altura equipava «à porto».

Em 1968, na inauguração do Estádio Salazar, em Moçambique, num famoso Portugal-Brasil (0-2), recusou-se entrar a 2 minutos do fim, dizendo ao seleccionador, Dr. José Maria Antunes... «entre você».

Foi o jôgo da estreia de Pavão,que seria o melhor em campo (sendo, de qualquer modo, substituido pelo... Artur Jorge).

Anónimo disse...

Tenho pena de não o ter visto jogar,( a minha memória remonta apenas a 1974/75..) de qualquer forma, só pela atitude que tomou para com o seleccionador já merece a minha consideração...( E de certeza que não foi fácil, imagino).

nane nane disse...

Quero saber se Rolando está vivo ainda e onde está morando recentemente, sou uma grande amiga de Manaus, talvez ele não lembre mais de mim, mas gostaria de ter algum contato. Se alguém puder me ajudar, eu agradeceria muito.
E-mail: nanetenazor@hotmail.com

TEIXEIRA, RUI disse...

ROLANDO FOI SEM DÚVIDA UM DOS MELHORES "CENTRAIS" PORTUGUESES! HONRA LHE SEJA FEITA.
GRANDE ABRAÇO AMIGO E PORTISTA!

nane nane disse...

PRECISO DE UM CONTATO COM RONALDO, POR FAVOR, SE ALGUÉM PUDER ME AJUDAR, EU AGRADECERIA MUITO, SOU UMA GRANDE AMIGA, DE MANAUS-AMAZONAS-BRASIL, VERALUCIA, OU MESMO O DONO DESSE BLOG, SE TIVER ALGUMA FORMA DE ME AJUDAR!
FONE: (092) 9134-0516
Email: nanetenazor@hotmail.com

Armando Pinto disse...

Sobre o apelo aqui exposto:
Pelo que julgo, o Rolando (José Rolando A. Gonçalves) está ligado à formação de futebol do F. C. Porto (camadas jovens, não sei ao certo se das escolas ou mais crescidos), salvo erro estando muito no campo da Constituição - agora Dragon Force, não é. Ora a melhor maneira será tentar através disso.
Mas fiquei com uma dúvida, pelo comentário: Será o Rolando, antigo defesa português, loiro e de pernas arqueadas, ou será o Ronaldo, brasileiro, alto e de cabelo escuro, tipo carapinha, que veio para o Porto como avançado e acabou à defesa, o qual mais tarde jogou no Braga?

VERALUCIA SILVA disse...

Estou a procura de Rolando (José Rolando A. Gonçalves) provavelmente ele esteja com mais ou menos 68 anos,o conheci mais jovem, aqui em Manaus/Amazonas-Brasil, antigo defesa português, loiro e de pernas arqueadas, como você disse. Aguardo um retorno!!!