11 de julho de 2010

Carlos Alberto

Carlos Alberto Gomes de Jesus nasceu no dia 11 de Dezembro de 1984 no Rio de Janeiro, Brasil.
Começou a destacar-se no mundo do futebol no Fluminense F.C. clube onde se estreou como sénior em 2002, tendo conquistado o Campeonato Carioca de 2002.
A qualidade do seu futebol rapidamente despertou o interesse dos principais clubes europeus e no início de 2004 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 17 de Janeiro de 2004 no Estádio Municipal de Braga onde os portistas visitaram e venceram o S.C. Braga por 3-0, num jogo a contar para a 18ª jornada do Campeonato Nacional de 2003/2004.
Na equipa comandada por José Mourinho, Carlos Alberto foi desde o início um dos principais elementos, principalmente na Liga dos Campeões onde foi o autor do primeiro golo na Final de Gelsenkirchen em 2004 em que os portistas venceram o A.S. Mónaco por 3-0 e tornou-se no mais novo jogador de sempre a marcar um golo na final da prova máxima de clubes da UEFA. Ainda nessa temporada de 2003/04, Carlos Alberto sagrou-se Campeão Nacional tendo apontado 1 golo, o único com que o F.C. Porto derrotou o Moreirense F.C. no estádio do Dragão.
A temporada seguinte começou com a conquista da Supertaça Cândido de Oliveira, ganha em Coimbra depois da vitória sobre o S.L. Benfica por 1-0. Em Dezembro de 2004, Carlos Alberto voltou a viver um dos momentos altos da carreira ao vencer a Taça Intercontinental no Japão contra os colombianos do C.D. Once Caldas. Foi assim o culminar de um ano em grande em que Carlos Alberto vestiu a camisola do Futebol Clube do Porto, sendo esse o seu ultimo jogo pelos azuis e brancos.
Carlos Alberto jogou de Dragão ao peito durante o ano de 2004. Conquistou 4 Títulos, disputou 39 jogos oficiais e marcou 5 golos.
Em 2005 ingressou no S.C. Corinthians, onde esteve dois anos e venceu o Campeonato do Brasil de 2005. Em 2007 voltou ao Fluminense F.C. onde venceu a Copa do Brasil o que em parte lhe valeu a transferência de novo para um clube da Europa, o Werder Bremen. No emblema alemão nunca se conseguiu impor e regressou de novo ao Brasil por empréstimo. Primeiro para o São Paulo F.C. depois ingressou no Botafogo F.R. e em 2009 no C.R. Vasco da Gama, tendo vencido o Campeonato Brasileiro Série B. Em 2010 o clube carioca acertou com o Werder Bremen a sua transferência até 2013, mas em 2011 rumou ao Grémio de Porto Alegre por empréstimo. Em 2012 voltou ao C.R. Vasco da Gama. Em 2014 inressou no Goiás S.C. e no mesmo ano transferiu-se para o Botafogo F.R., seguiu-se o Figueirense F.C. em 2015 e 2016, para em 2017 rumar ao Clube Atlético Paranaense.
Carlos Alberto representou também a Selecção do Brasil por 5 vezes.

Palmarés
1 Taça Intercontinental
1 Liga dos Campeões
1 Campeonato Nacional da 1ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato do Brasil
1 Campeonato do Brasil Serie B
1 Campeonato Carioca
1 Supertaça Cândido de Oliveira
1 Copa do Brasil

5 comentários:

dragao vila pouca disse...

Este conseguiu um grande sucesso -campeão europeu -, mas é mais um exemplo, de muito talento, pouca cabeça.

Um abraço

Dragão Azul Forte disse...

Quando Carlos Alberto marcou o 1.º golo na final da CL, dei um salto de alegria incontida. Jamais esquecerei Carlos Alberto, um jogador com técnica excelente mas que passou ao lado de uma carreira brilhante. Um abraço, Paulo Moreira.

Dragaoatento disse...

Olá, bom Blog!

Confirmado! Walter já é jogador do FC Porto. O Clube pagou ou vai pagar 6 milhões por 75% dos direitos económicos do jogador.

Anónimo disse...

Um desperdício de jogador. Talento muito acima da média, cérebro do tamanho de uma ervilha. E assim acabou uma carreira, antes de ter começado.

Anónimo disse...

Ai ai ai Carlos Alberto. Acho que Mourinho fez falta a este rapaz...


RS