7 de maio de 2012

Carlos Paredes

Carlos Humberto Paredes nasceu no dia 16 de julho de 1976 em Assunção, Paraguai.
Estreou-se a nível profissional no Club Olimpia de Asunción em 1995 e onde conquistou por cinco vezes o campeonato do Paraguai. A importância que obteve no seio da equipa titular valeu-lhe o posto de capitão quando contava ainda com apenas 20 anos de idade.
No inicia da temporada de 2000/01, transferiu-se para o Futebol Clube do Porto. Desde logo conquistou o lugar no onze titular e no final dessa época venceu a Taça de Portugal com a vitória do F.C. Porto sobre o C.S. Marítimo na final do Jamor por 2-0.
A temporada seguinte começa com nova conquista. Desta vez a Supertaça Cândido de Oliveira. O adversário era o ultimo campeão nacional, o Boavista F.C. que não foi capaz de travar os Dragões que em Vila do Conde venceram por 1-0.
As boas exibições ao serviço do F.C. Porto valeram-lhe a cobiça de vários clubes internacionais e no final de 2001/02 rumou a Itália para integrar Reggina C. Esteve quatro épocas no clube italiano onde não venceu nenhum troféu.
Em 2006/07 regressou a Portugal para jogar pelo Sporting C.P. No clube de Alvalade jogou durante duas épocas e venceu a sua segunda Taça de Portugal.
Em 2008 voltou ao Paraguai e ao Club Olimpia. Seguiu-se em 2010 o ingreso no Club Rubio. Depois no ano seguinte passou para o Club Sportivo Luqueño e em 2011 regressou ao C. Olimpia onde venceu o Campeonato Clausura de 2011 e terminou a sua carreira futebolística em 2014.
Em 2016 assumiu o cargo de treinador principal da formação de juniores da Selecção do Paraguai. Em 2017 passou a treinar o Club Rubio Ñú.
Carlos Paredes representou por diversas vezes a Seleção do Paraguai e esteve presente nos mundiais de França 1998, Coreia/Japão de 2002 e Alemenha 2006.

Palmarés
1 Campeonato Clausura do Paraguai
2 Taças de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira

4 comentários:

dragao vila pouca disse...

Uma boa época, a primeira e pouco mais. Aquém das expectativas.

Abraço

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ Paulo

tenho que concordar com o caríssimo Vila Pouca: acho que o Paredes foi mais um "ocaso" do que uma Estrela da nossa constelação ;)

abr@ço
Miguel | Tomo II

Paulo Moreira disse...

Eu já não concordo e acho que foi um grande jogador e grande médio defensivo.
Pelo que sei o Mourinho contava com ele para a época de 2002/03.

Anónimo disse...

Foi grande médio defensivo sim senhor, mas curiosamente só quando ele saiu é que Costinha se fez notar. Acho que este foi dos que geriu mal a carreira, podia ter feito melhor.

RS